BANHEIRO DE 2,2 MILHÕES

Reforma em banheiro da Casa Rosada gera polêmica na Argentina

O valor que teria sido gasto na reforma de um dos banheiros da Casa Rosada, a sede da Presidência da Argentina, tem gerado polêmicas na imprensa do país.

Segundo a imprensa, o governo teria destinado 2,4 milhões de pesos (cerca de R$ 2,2 milhões) para "restaurar, iluminar e remodelar" um banheiro no primeiro andar do edifício, junto aos gabinetes da presidente e de dois de seus principais assessores.



A imprensa cita informações do Diário Oficial ao afirmar que os recursos preveem "a compra de mármore de carrara, mosaicos para o piso, suportes para pendurar quadros e iluminação computadorizada".

"(A presidente) Cristina (Kirchner) acha que é a reencarnação de um grande arquiteto egípcio. E parece que de todas as reformas que determinou para a Casa Rosada faltava uma que pudesse ser chamada de faraônica, como a deste banheiro", publicou a revista Fortuna, do Grupo editorial Perfil, em referência a um discurso recente, no qual a presidente disse que se sentia a "reencarnação de um arquiteto egípcio".

"No Diário Oficial não fica claro qual dos banheiros será remodelado, mas está claro que é um espaço amplo, já que foram solicitados 340 metros quadrados de mosaico para o piso", disse o jornal La Nación.

Share on Google Plus

About

    Blogger Comment
    Facebook Comment