HOSPITAL DE MURITIBA - BA É FECHADO POR MÉDICA

Médica fecha hospital de Muritiba por falta de medicamentos na unidade

Uma médica plantonista do Hospital Geral de Muritiba, no Recôncavo Baiano, fechou a unidade hospitalar na noite do dia cinco de novembro alegando falta de medicamento no estabelecimento. Na mesma noite a médica se dirigiu a delegacia da cidade para registrar uma queixa.

No Boletim de Ocorrência ela relatou que a unidade estava sem medicações básicas e materiais necessários para funcionamento pleno do espaço. Ela disse também que a ambulância estava parada por falta de combustível. Os pacientes que chegavam até a unidade no dia do fechamento eram encaminhados para outras unidades de saúde.

A população ficou revoltada. "O hospital fechado é uma vergonha para o povo muritibano", disse o morador da cidade Raimundo Filho. Neste sábado (18) o hospital já estava aberto e o depósito de medicamentos estava abastecido. A ambulância estava funcionando.

O prefeito da cidade, Epifânio Sampaio, confirmou que no dia cinco o hospital estava com problemas. "A ambulância viajou para Salvador e quando voltou a noite, não tinha como abastecer. Mas logo em seguida foi abastecido", disse.

De acordo com a população, o atendimento no local está longe do esperado. "Os pacientes daqui vão para São Félix ou Cachoeira porque o atendimento daqui, não é o que precisa. Tanto que, quando tem um caso grave, o paciente é encaminhado para o HGE, em Salvador", explicou a moradora Bruna da Silva.
Share on Google Plus

About

    Blogger Comment
    Facebook Comment