STF autoriza Perillo a não depor na CPMI do Cachoeira



O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello concedeu uma liminar nesta segunda-feira, dia 19, para que o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), não seja obrigado a comparecer a uma convocação da CPMI do Cachoeira.

"Para mim, a decisão do STF compreende tudo. Se o governador não pode sequer ser convocado, o indiciamento dele seria em razão de uma convocação dos elementos colhidos em relação a isso", afirmou o advogado Marcos Mundim, um dos defensores de Perillo. "Como se pode fazer mais, se não pode menos?", questionou.

A estratégia da defesa é usar a mesma decisão para também livrá-lo de um eventual indiciamento no relatório final da CPMI, que será apresentado na quarta-feira, dia 21, pelo deputado Odair Cunha (PT-MG), relator da comissão.
Share on Google Plus

About

    Blogger Comment
    Facebook Comment