Suplicy enfrenta saia justa ao pedir imitação de Luiz Gonzaga no Senado


O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) enfrentou uma saia justa no plenário nesta segunda-feira, dia 5, ao tentar promover uma apresentação musical do cantor Chambinho do Acordeon, que interpreta Luiz Gonzaga, o "rei do baião" (1912-1989), nos cinemas.
Suplicy teve o pedido para que Chambinho tocasse um trecho da música "Asa Branca" negado pelo senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR), que presidia a sessão. Mozarildo explicou que o regimento da Casa não permite que visitantes cantem ou se manifestem no plenário fora de sessões que sejam de homenagens.
Após Suplicy insistir, o pedido foi novamente recusado. "Senador Suplicy, não é possível o que Vossa Excelência está solicitando. Não tem amparo regimental, não é o momento. Vossa Excelência pode solicitar, em outra ocasião uma homenagem especial para isso."
Mesmo diante de outra negativa, o senador continuou pressionando. “Inúmeras vezes, no plenário do Senado, foram feitas homenagens, até com o coral do Senado. Então, que pudesse, pelo menos, Chambinho aqui nos lembrar [Luiz Gonzaga]. Ele não faz questão, mas conto com uma tolerância especial de Vossa Excelência."

O apelo não fez Mozarildo mudar de ideia e, diante do impasse, Suplicy acatou a determinação.
Share on Google Plus

About

    Blogger Comment
    Facebook Comment