Sem Chávez, Venezuela vive nova era de incertezas

Três semanas após a última aparição pública de Hugo Chávez, no último dia 15 de novembro, a população da Venezuela pouco ou nada sabe sobre o verdadeiro estado de saúde do "El Comandante", como o presidente é popularmente conhecido.

Na última quarta-feira, ele viajou a Havana, em Cuba, para um suposto "tratamento especial" de oxigenação hiperbárica.

Mas, até agora, Chávez - nem qualquer membro de seu governo - deram explicações detalhadas sobre o que, de fato, motivou a ausência do líder venezuelano.

De acordo com o jornalista da BBC Mundo Abraham Zamorano, não é a primeira vez que o mandatário passa uma temporada na ilha comunista. Foi no país que o presidente se tratou - e afirmou ter se curado - de um câncer.

Contudo, dessa vez, chamou atenção dos venezuelanos o fato de que o assunto não foi tratado como de praxe, com ampla cobertura do noticiário oficial. Não houve despedida tampouco imagens da viagem, por exemplo.

A longa ausência de Chávez, conhecido pelas longas horas de participação em programas de rádio e TV, vem alimentado rumores sobre o estado de saúde do presidente venezuelano.

Os meios de comunicação estão repletos de manchetes sobre o tema. Entretanto, sem confirmação por parte de fontes oficiais, muitas das notícias sobre o líder restringem-se ao campo das especulações.

Segundo o analista político Luis Vicente Léon, em sua coluna publicada no jornal "El Universal" no último domingo, o principal questionamento é saber "se a deterioração do estado de saúde do presidente é devido às sequelas de sua recuperação (do câncer) ou está ligada a uma nova doença".

Share on Google Plus

About

    Blogger Comment
    Facebook Comment