Universitário de 27 anos afirma que ser homossexual 'nunca foi fácil'.

Dupla suspeita de espancá-lo foi presa e pode levar multa de R$ 55 mil.

O universitário homossexual que foi agredidona segunda-feira (3) em Pinheiros, bairro da Zona Oeste de São Paulo, afirmou ainda temer sair sozinho de casa. Em vídeo publicado no Youtube, André Baliera aproveita para desabafar: “A grande verdade é que ser gay nunca foi fácil”.

O jovem de 27 anos voltava para casa quando foi abordado na Rua Henrique Schaumann, perto da Rua Teodoro Sampaio, por dois homens em um carro. À polícia, Baliera disse que foi xingado de “veado” e, ao questionar o motivo da provocação, levou diversos golpes na cabeça. A discussão só foi controlada com a chegada da Polícia Militar, que prendeu os dois suspeitos, de 25 e de 29 anos.

“Eu continuo com medo de sair de casa. Ainda não saí de casa sozinho”, disse no vídeo em que aparece com um grande hematoma sob o olho direito e um curativo na testa. “A impressão que dá, embora seja irracional, é que vai acontecer de novo ali na esquina. Porque foi ali na esquina.”
Share on Google Plus

About

    Blogger Comment
    Facebook Comment