De novo: Mais uma mensagem falsa espalha-se pelo Facebook, agora por causa do Instagram


A polêmica causada pela nova política de privacidade da rede social Instagram (que pertence ao Facebook) fez com que um hoax (mensagem falsa compartilhada freneticamente na web) voltasse a se espalhar no Facebook. As informações são do Portal EBC.

Com medo de que o Instagram (e, conseqüentemente o Facebook) utilize imagens dos usuários de forma comercial, usuários estão compartilhando uma declaração na qual dizem não ceder a imagem para ser utilizada na rede social.

O grande problema é que a simples declaração não adianta nada. Com base em leis inexistentes como a ?Convenção Berner?, o ?Estatuto de Roma? (que existe, mas não contempla ações em redes sociais e a “UCC 1 1-308-308 1-103″ (apenas números sem sentido), a mensagem não tem efeito algum sobre as políticas de privacidade do site.


Um texto parecido foi compartilhado diversas vezes no final do mês de novembro. Maior (e com mais força), o texto compartilhado nas redes sociais é assim:

Aos dezoito dias do mês de Dezembro do ano de dois mil e doze, encontrando-me no pleno gozo das minhas faculdades mentais, eu, titular desta conta no Facebook, declaro, para quem interessar possa e em especial para a empresa administradora do Facebook, que meus direitos autorais estão ligados a todos os meus dados pessoais, comentários, textos, artigos, ilustrações, quadrinhos, pinturas, fotos e vídeos profissionais, etc (como resultado da Convenção Berner). Para uso comercial dos itens mencionados acima, meu consentimento por escrito será sempre necessário. Pelo presente comunicado, venho notificar o Facebook que fica estritamente proibido de revelar, copiar, distribuir, divulgar ou tomar qualquer outra ação contra mim com base neste perfil e / ou seu conteúdo. As referidas ações proibidas também se aplicam aos funcionários, estudantes, agentes e/ou membros de qualquer equipe, sob a direção ou controle do Facebook. O conteúdo deste perfil é privado e suas informações confidenciais. A violação da minha privacidade pode ser punida por lei (UCC 1 1-308-308 1-103 e Estatuto de Roma) e no Brasil pelo Código de Proteção e Defesa do Consumidor (Lei 8.078/90)”.

Share on Google Plus

About

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário