José de Abreu quer legalização do aborto e da maconha

José de Abreu avalia a possibilidade de se candidatar a deputado federal pelo Rio de Janeiro. O ator, que vai se filiar ao PT em breve, conversou com o jornal O Globo sobre seus planos na política e comentou que a família é contra, pois teme que ele vá se expor demais ou ter menos tempo livre.

A ideia da filiação, segundo jJosé de Abreu, partiu do senador petista Lindbergh Farias, que deve se candidatar ao governo do Rio de Janeiro. Ao receber o convite, Abreu foi a São Paulo conversar com Lula para saber sua opinião.

Ainda segundo o jornal, José de Abeu vai trabalhar na campanha de Lindbergh como puxador de votos (ou seja, buscará atrair votos dos eleitores), independente dele concorreu ou não à vaga como deputado federal.

Sobre sua bandeira no Congresso, o artista diz que será focada em acabar com a miséria e a desigualdade social, principalmente em regiões menos favorecidas do Rio, como a Baixada Fluminense.

“Terei também bandeiras mais específicas. A liberação da maconha. Tantos presos lotando os presídios só porque fumaram ou venderam um baseado. Casamento com pessoas do mesmo sexo: sou totalmente a favor. Tem também a liberação do aborto. Vou lutar para que a Lei Maria da Penha seja cada vez mais aplicada. Tem a questão da pedofilia...”

Sobre o mensalão, José de Abreu (que é amigo de José Dirceu, que foi condenado a prisão após julgamento) questiona as provas apresentadas contra os réus petistas e critica a falta de julgamento do mensalão tucano (ocorrido em 1998 durante a campanha para a eleição de Eduardo Azeredo ao governo de Minas Gerais).
Share on Google Plus

About

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário