Menino espancado em "brincadeira" continua em coma profundo

A criança que foi espancada por dois gêmeos de 13 anos em Caeté, na região metropolitana de BH, segue internada em estado grave, segundo boletim médico divulgado nesta quarta-feira (20). Kaique Lucas Antero, 8 anos, permanece em coma profundo e respira por meio de aparelhos no Centro de Terapia Intensiva (CTI).
Ele está no Hospital São Camilo, região leste da capital mineira, desde que foi transferido da Santa Casa de Caeté. O garoto sofreu crises convulsivas e perdeu o movimento dos pés.
Os agressores afirmaram em depoimento à polícia, acompanhados da mãe, que apenas “brincavam” de lutar quando espancaram a criança. A mãe, que não teve o nome divulgado, negou ter conhecimento do espancamento.
O pai de Kaique tem outra versão.
— Ela traiu a gente. Ela escondeu o caso o problema hoje é grave. A gente não sabe o que vai acontecer com meu filho.
Uma tia da vítima, Natalia de Assis, reza pela recuperação.
— A gente está na expectativa, ele está nas mãos de Deus. A gente confia em um milagre.
O caso
De acordo com a família da vítima, o menino teria saído de casa para brincar e voltou com um ferimento no rosto. Ele teria dito que se machucou com um pedaço de cana. 
Alguns dias depois, entretanto, Kaique sofreu várias convulsões e foi levado para a Santa Casa de Caeté. De lá, foi transferido para a unidade onde está internado atualmente.
Share on Google Plus

About

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário