Raúl Castro é reeleito presidente de Cuba e diz ser seu último mandato

O general Raúl Castro, de 81 anos, foi ratificado neste domingo (24) como presidente de Cuba para um segundo mandato de cinco anos. De acordo com a agência Reuters, Castro anunciou que deixará o poder em 2018.

"Devo esclarecer que, no meu caso, independente da data em que nossa constituição for atualizada, este deve ser meu último mandato", disse Raúl Castro, em pronunciamento depois da formação do novo parlamento. Segundo a imprensa oficial, isto vai de encontro com sua intenção de limitar os cargos políticos a um máximo de 10 anos.

A Assembleia Nacional (Parlamento unicameral) reelegeu Castro para a Presidência do Conselho de Estado, segundo um comunicado da agência estatal 'Prensa Latina'. Não houve surpresas em sua reeleição para a presidência do Conselho do Estado, embora tenha brincado com a possibilidade de sua renúncia na sexta-feira (22).


Raúl Castro se tornou presidente interino do país quando seu irmão, Fidel, ícone da Revolução Cubana, ficou doente em 2006. Em 2008, tornou-se presidente formalmente.

Raúl Castro e seu irmão, Fidel, de 86 anos, afastado do poder desde 2006 devido a problemas de saúde, participaram da sessão de formação do novo Parlamento, de 612 membros, disse a Agência de Informação Nacional (AIN). Os dois irmãos foram reeleitos deputados em 3 de fevereiro.

Na sessão, iniciada por volta das 7h locais (12h de Brasília), os parlamentares ovacionaram Fidel, noticiou 'Prensa Latina'. Miguel Diaz-Canel foi eleito novo vice-presidente do regime cubano. Diaz-Canel, que fará 53 anos em abril, é engenheiro elétrico de formação, ex-ministro da Educação e herdeiro político do presidente.
Share on Google Plus

About

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário