Policiais militares de Caldas Novas acabam com festa regada a drogas e apreendem arma


                              
A mesma história se repete; na madrugada do sábado para domingo (17) menores de idade são flagrados pelo Grupo de Patrulhamento Tático (GPT) de Caldas Novas, realizando uma festa regada a drogas, bebidas e arma de fogo numa chácara afastada da cidade.

Policiais militares do GPT, juntamente com representantes do juizado da infância e juventude, através de denúncias, chegaram ao local conhecido como “chácaras Itapema”.

No local, os policiais e os agentes do juizado encontraram dezenas de jovens totalmente embriagados e possivelmente sob efeito de substâncias entorpecentes, além de garrafas de bebidas alcoólicas espalhadas para todos os cantos dos cômodos e o quintal da casa denunciava que a bebida não tinha idade. Estavam liberados vários papelotes de maconha e cocaína também foram encontrados espalhados por vários cantos e quartos da casa, mostrando que a associação de álcool e drogas também ocorria de forma indiscriminada pelos menores presentes.


Arma de fogo

Como se não bastassem as bebidas alcoólicas e substâncias entorpecentes localizados, os policiais também encontraram uma arma de fogo calibre .38 e um simulacro que de um revólver calibre .38.

Um casal que se encontrava ali, durante a busca pessoal, deixou cair uma arma de fogo ao solo, sendo ambos detidos em flagrante e encaminhados à delegacia local.

Já no distrito policial, os menores apreendidos eram liberados à medida que seus responsáveis legais compareciam ao local.

Menores são apreendidos após roubo a pessoa em setor nobre de Caldas Novas

Na noite deste último sábado (16) os mesmos policiais militares do Grupo de Patrulhamento Tático de Caldas Novas chegaram a três menores que confessaram ter roubado um celular de um outro menor no setor Bandeirantes, área nobre de Caldas Novas.

Os menores, utilizando uma pistola de plástico, abordaram a vítima e dela levaram o aparelho, avaliado em aproximadamente R$ 700,00 (setecentos reais).

Após o roubo e todo susto sofrido, a mãe da vítima ligou para os números de emergência da Polícia Militar e com as características dos criminosos repassou ao centro de operações, este acionando imediatamente o GPT.

As vítimas não haviam nem terminado a confecção do boletim de ocorrência quando os policiais militares chegaram na delegacia conduzindo os autores do crime, estes que confessaram ter roubado o celular.

Segundo um dos menores, o aparelho foi vendido para um desconhecido pelo valor de 50 reais, não sabendo informar o paradeiro do mesmo.

Os infratores foram apreendidos. 

Fonte e Fotos: Sargento Alison Maia - P/5 do 26º BPM
Share on Google Plus

About

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário