Incêndio em galpão do Judiciário pode ter ocorrido durante assalto

A Polícia Civil está investigando o que poderia ter causado o incêndio que destruiu o galpão da Poder Judiciário, em Itumbiara, no sul de Goiás. A hipótese levantada pela perícia é de que o fogo tenha sido provocado após uma tentativa de assalto no local, já que o galpão já teria sido alvo de criminosos outras vezes.

Segundo o delegado Lucas Finholdt, um inquérito vai ser instaurado para apurar as causas: “Se for criminoso, ele pode ter sido doloso ou culposo. O culposo é quando há uma negligência da pessoa, de alguém que não quis esse incêndio, mas pela negligência causou”.

A estrutura do galpão era de madeira, o que teria facilitado a propagação das chamas. Os objetos guardados no local faziam parte de processos judiciais. O fogo destruiu

Apesar disso, o Fórum da cidade informou que não vai haver prejuízos nas ações judiciais das quais esses objetos eram partes integrantes. Isso porque todo o material já havia sido periciado antes de ser colocado no galpão.

O fogo começou na noite de terça-feira (9). Os bombeiros tiveram dificuldades para apagar o fogo. Foram necessários três caminhões-pipa e mais de 50 mil litros de água. Cerca de duas horas depois do início do incêndio, as chamas foram controladas. O material que restou do incêndio vai ser removido para outro local e uma nova área deverá ser usada como depósito judicial na cidade.

Share on Google Plus

About

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário