Polícia divulga fotos de suspeitos de explodir agências bancárias em Goiás


A Polícia Civil divulgou nomes e fotos dos suspeitos de explodir uma série de agências bancárias no sul de Goiás. A suspeita é de que a quadrilha, formada por pelo menos cinco pessoas, seja comandada por uma facção criminosa que age dentro e fora dos presídios.

O delegado Lucas Finholdt, responsável pelo caso, pediu a prisão preventiva de quatro homens que teriam participado da explosão dessa agência bancária, em Cachoeira Dourada. Um dos supostos integrantes da quadrilha está preso e quatro, foragidos.
Clenilson Gusmão Ferreira, Danilo da Silva Carneiro, Magno Silva Carvalho e Wisney Carvalho Fernandes são procurados pela Polícia Civil. De acordo com o delegado, eles são das cidades mineiras de Canápolis e Uberlândia, e de Itumbiara, no sul do estado.
Durante a semana, um suspeito de integrar a quadrilha foi preso. Na casa dele, os policiais encontraram um maçarico, que teria sido utilizado nas ações dos criminosos. Ele e os quatro suspeitos que ainda não foram encontrados também teriam participado de outras duas explosões feitas em uma semana na região.
A primeira delas ocorreu em uma agência em Itumbiara. Dois dias depois, em Buriti Alegre. Já na última ação, em Cachoeira Dourada, além da explosão, houve troca de tiros com a Polícia Militar, e dos 17 disparos feitos pelos suspeitos, três atingiram a carro da PM.
“O modus operandis e a utilização de artefato caseiros são alguns dos indícios que levam a crer que é a mesma quadrilha”, diz Finholdt. Segundo o delegado, os suspeitos conseguiram levar dinheiro das três agências e devem responder pelo menos por roubo qualificado e tentativa de homicídio.
Share on Google Plus

About

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário