Em disputa interna do PMDB, Iris anuncia pré-candidatura ao governo de Goiás


A pré-candidatura do ex-governador Iris Rezende (PMDB) ao governo do Estado de Goiás foi anunciada na manhã desta sexta-feira (4) e abre uma disputa interna no PMDB -- o empresário Júnior Friboi também se anuncia como pré-candidato pela sigla. Uma convenção deve decidir quem será o candidato pelo partido em Goiás.

Iris foi candidato ao governo também em 2010, quando foi derrotado pelo atual governador, Marconi Perillo (PSDB), que deve concorrer à reeleição.

Friboi era o único pré-candidato do PMDB até o momento. Até a última semana, Rezende buscava intermediar um acordo entre peemedebistas e petistas sob a alegação de que seria o único nome a unir os dois partidos. Com o anúncio da pré-candidatura do prefeito de Anápolis, Antônio Gomide (PT), ele chegou a afirmar que retiraria o seu nome.

Aliança com o PT em xeque
Após o comunicado oficial de pré-candidatura, Rezende afirmou que buscará consenso entre peemedebistas e também com o principal aliado até agora, o PT.

A ação foi comunicada ao presidente do PT goiano, Céser Donizete, que recebeu o presidente do PMDB em Goiás, Samuel Belchior, em Anápolis, na quinta-feira (3).

Belchior negou divisão dentro do partido e disse que a sigla seguirá unida para a disputa eleitoral deste ano. Ele disse ainda que não conseguiu comunicar Friboi sobre o evento desta sexta-feira devido à agenda do pré-candidato no interior do Estado.

Em seu discurso, Rezende disse que a sua decisão ocorreu após o "clamor" do partido e da população de Goiás por sua candidatura. Ele afirmou que em momentos difíceis da história do Estado e do Brasil esteve presente e agora não seria diferente.

A decisão do Rezende pode influenciar os planos de Antônio Gomide, que marcou para às 17 horas desta sexta-feira sua descompatibilização da prefeitura de Anápolis. Mas, até o momento, mesmo com a novidade dentro do PMDB, o petista mantém a agenda.

Adversário histórico do atual governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), Iris Rezende foi governador do Estado por dois mandatos, de 1983 a 1986 e 1991 a 1994.

O peemedebista também atuou como prefeito de Goiânia, senador  e ministro da Agricultura no governo José Sarney e da Justiça no governo Fernando Henrique Cardoso (FHC).

Na administração da capital do Estado, ele atuou em 1965, quando foi cassado pelo regime militar, e de 2004 a 2010.

Mais tarde, o prefeito de Anápolis, Antônio Gomide (PT), se descompatibilizou da administração do município e assumiu a pré-candidatura ao governo do Estado. O cargo foi ocupado pelo vice João Alves também do PT.

Durante o ato, que ocorreu na Câmara de Vereadores de Anápolis, Gomide disse que a decisão do partido está tomada e não terá volta. Segundo ele, a pré-candidatura de Iris Rezende (PMDB) não deve afetar o projeto político da militância petista.
Share on Google Plus

About

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário