Grupo é preso suspeito de roubar gado em GO; líder tinha vida de luxo


Cinco pessoas foram presas suspeitas de integrar uma quadrilha que roubava gado, em Goiás. Dentre elas, o líder do grupo, que foi detido na casa onde mora, em um condomínio de luxo de Goiânia (veja vídeo acima). Segundo a Polícia Civil, ele tinha uma vida de ostentação e acumulou, por meio dos crimes, uma fortuna aproximada de R$ 6 milhões.
A operação, denominada "Reis do Gado", foi deflagrada na quarta-feira (1º). Responsável pelo caso e titular da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (Decar), o delegado Alexandre Bruno disse que os suspeitos se passavam por policiais para cometer os crimes.
"O chefe planejava os roubos e contratava os comparsas para realiza-los. Vestidos como policiais civis e militares, eles até utilizavam um carro plotado da corporação e com sirene. Eles abordavam as vítimas, rendiam os caminhoneiros e transferiam a carga para outro caminhão. Depois, o gado era revendido",Segundo o delegado, os bois e vacas eram levados para uma fazenda em Anicuns, a 76 km de Goiânia, pertencente ao líder do grupo. No local, os policiais encontraram 42 animais relacionados a três roubos ocorridos recentemente.
Ostentação
Além da casa em condomínio fechado e da fazenda, o comandante da quadrilha gostava de ostentar com carros de luxo. Segundo o delegado, ele possui três caminhonetes e uma Mercedes.
"Ele não tem menos de R$ 6 milhões em bens. Levava uma vida rica conseguida por conta dos crimes. Além dos bois, ele também é suspeito de coordenar o roubo de máquinas retroescavadeiras no Pará", revela.
O grupo deve ser indiciado por organização criminosa, receptação, falsificação de documento e roubo. Em caso de condenação, as penas, somadas, podem ultrapassar 30 anos de prisão.
Share on Google Plus

About

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário