Donald Trump dá ‘empurrão' em autoridade de Montenegro

Flagrante em vídeo foi feito durante encontro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan)



Quando assunto é Donald Trump, tudo o que saia minimamente do script convencional de atividades e posturas presidenciais é - e continuará a ser - motivo para dar uma cutucada.
A cutucada pode ser por parte da imprensa ou pela população que vigia cada passo do  presidente dos Estados Unidos.
A gafes são as mais cobiçadas pelos caçadores de polêmicas com Trump. Dentro deste contexto, mais uma situação nada convencional está chamando a atenção nas redes sociais. O momento inusitado aconteceu nesta quinta-feira (25),  durante um encontro de autoridades mundiais, na nova sede da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).
Trump foi filmado passando pelo primeiro-ministro de Montenegro, Dusko Markovic, e usando o braço para “empurrá-lo”. Jornais norte-americanos como CNN e a Rede ABC jura que foi um gesto nada educado para com o montenegrino. Foi bem na hora em que o presidente norte-americano caminhava com outros líderes de nações que integram a aliança militar.
Ele estava um pouco atrás do grupo e parece ter resolvido se posicionar à frente. Por isso deu esse sutil “chega pra lá que eu quero ficar em primeiro”.
Pronto. Bastou isso para que a imprensa e as redes sociais compartilhassem em massa mais um sinal do jeito “meigo” do líder da maior potência mundial.
Antes deste pequeno empurrão, Trump esteve reunido com o presidente francês, Emmanuel Macron, a quem deu um aperto de mãos prolongado e vigoroso, como faz com demais presidentes e líderes.
Trump também disse, em pronunciamento, que vai cobrar que as demais nações presentes na aliança se engajem mais na batalha contra o terrorismo.
Ressaltou que é preciso que os países elevem sua contribuição financeira nessa “guerra” e participem mais dos debates acerca das crises migratórias.
Trump ainda inaugurou um memorial aos mortos nos ataques de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos. O memorial fica na sede da Otan, em Bruxelas, na Bélgica.
No discurso do evento ele reafirmou o seu compromisso de jamais recuar em na luta para acabar com o terrorismo para conquistar a paz e o crescimento.
Os jornais estão cutucando Trump e relembrando que, durante sua campanha eleitoral, ele não poupou críticas à OTAN, dizendo que ela era uma aliança inútil e obsoleta.  Também sempre disse que os demais países deveriam contribuir financeiramente com as ações contra o terrorismo nas mesmas proporções que os Estados Unidos.
A ida à Bruxelas integra a primeira viagem internacional de Trump, que já visitou a Arábia Saudita, além de Israel, Cisjordânia e mais recentemente o Vaticano.



Share on Google Plus

About

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário