Vídeo mostra momento em que menino que sofria bullying consegue nocautear seu agressor

O caso aconteceu em uma escola e as gravações feitas pelos próprios alunos mostram o momento em que a criança reage as ameaças que vem sofrendo.



Essa semana foi divulgado na internet um vídeo que mostra o momento em que uma criança revida as ameaças feitas por um colega de escola. As gravações chocaram os internautas e viralizaram na internet, devido ao seu final surpreendente.
Pelas cenas é possível ver dois garotos adolescentes, que aparentem ter por volta de 13 a 15 anos de idade, andando pelo corredor de uma escola. Um deles caminha pelo corredor usando uma camisa branca, quando um outro rapaz muito mais alto do que ele começa a fazer brincadeiras de mal gosto com o mesmo.
O adolescente que aparece nas imagens fazendo bullying usava camisa preta e boné, e parece não se importar com os sentimentos e as recusas do outro. Mesmo depois que a criança pede para que ele pare com as brincadeiras, o rapaz continua a provocá-lo ao longo do corredor. As outras crianças e adolescentes que passavam pelo mesmo local apenas observam e não fazem nada para impedir que as agressões ocorram.
Muitos deles começam inclusive a filmar o que tinha potencial para se tornar uma possível briga. O vídeo foi publicado nas redes sociais e já atingiu mais de cem mil visualizações e trouxe o assunto tão importante novamente à tona. Isso porque o final da filmagem é surpreendente, mas nem por isso positivo. O adolescente que estava provocando o garoto bem mais baixo do que ele dá alguns passos adiante, pára na frente do menino e prepara-se para lhe dar um soco.
O que ele não esperava é que o menino pequeno o surpreendesse com um golpe e o derrubasse no chão. A criança lhe aplica uma rasteira, consegue levantar o rapaz e depois o joga no chão com força, ele chega a tentar dar um soco em seu rosto, mas pára quando percebe que o outro já estava desacordado.
O que se pode ouvir no fundo das gravações são as outras crianças gritando incrédulas. É possível escutar frases como ‘não acredito!’, quando o menino consegue jogar seu agressor no chão. As filmagens duram apenas vinte segundos, mas são suficientes para demonstrar uma realidade dura nas escolas. Assista às cenas impressionantes a seguir:

Share on Google Plus

About

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário